UTILIZAÇÃO DE CONTAINERS: UM CONTEXTO HISTÓRICO

  • GISELE MARIA FREIRE COSTA
  • CLAYTON EDUARDO DOS SANTOS

Resumo

A implantação de datacenters em infraestrutura própria, também denominada onpremises,
requer investimentos de grande vulto — classificados como CapEx ou
Capital Expenditure já no início das operações. Alternativas ao modelo de
infraestrutura on-premises têm sido a cada dia mais utilizadas no cotidiano das
empresas, em especial a computação em nuvem. Independentemente da tecnologia
utilizada na implantação da infraestrutura — on-premises, em nuvem ou híbrida, as
fragilidades permanecem semelhantes, tendo em vista que os serviços básicos
utilizados são os mesmos: computação, armazenamento e transferência de dados. A
tecnologia de virtualização de servidores está enraizada em grande parte das
empresas com alguma relação ao segmento de tecnologia da informação. Apesar de
relevante e plenamente funcional, sua adoção em ambientes de produção onde a alta
disponibilidade e a elasticidade eventualmente venham a ser as regras de negócio
mais importantes, é questionável no que se refere a performance, manutenção e
padronização de ambientes. Nesse sentido, a utilização de containers apresenta
vantagens relevantes em todos os aspectos supracitados. A proposta do presente
trabalho é apresentar um contexto histórico de modo a demonstrar a utilização de
containers como uma alternativa viável para substituir, de modo significativo, soluções
tradicionalmente baseadas em virtualização.

Publicado
2021-11-26
Como Citar
FREIRE COSTA, G., & DOS SANTOS, C. (2021). UTILIZAÇÃO DE CONTAINERS: UM CONTEXTO HISTÓRICO. Revista Científica E-Locução, 1(20), 23. Recuperado de https://periodicos.faex.edu.br/index.php/e-Locucao/article/view/388