ESTUDO DE CASO SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA COMPOSTAGEM DE RESÍDUOS ORGÂNICOS DE UM REFEITÓRIO INDUSTRIAL

  • MARISNEILI IZOLINA ANDRADE
  • FLÁVIA NATALIA ADÃO
  • MICHELE APARECIDA SIMÕES
  • ADOLFO PLÍNIO PEREIRA

Resumo

O objetivo desse estudo é apresentar a implementação do processo de compostagem de resíduos orgânicos na área industrial que proporcionou um destino correto, não poluente, para estes resíduos. A Lei 12.305/2010 define que a destinação final, ambientalmente adequada, é aquela que contempla a reutilização, reciclagem, compostagem, recuperação e o aproveitamento energético de forma que se evitem danos ou riscos à saúde da população e que minimize os impactos ao meio ambiente. Os resíduos orgânicos quando descartados em locais impróprios podem causar diversos problemas como: a geração de chorume, emissão de gases, contaminação do solo, da água e, também, auxiliar na proliferação de doenças. Nesse sentido, a compostagem se torna uma técnica essencial para minimizar esses impactos. A metodologia aplicada neste artigo iniciou-se na descrição da área de estudo com a caracterização do ambiente industrial e a origem do resíduo, seguindo pela descrição das fases do processo conforme orientações da revisão bibliográfica, se atendo às questões especificas e adaptações necessárias como a utilização do local disponibilizado, contenção da umidade, condições do mal tempo entre outros. O processo de compostagem é lento e está ligado diretamente à relação de carbono e nitrogênio dos materiais e as fases de aumento de temperatura, umidificação e estabilização. Conclui-se com este estudo de caso que a compostagem de resíduos orgânicos com restos de alimentos e folhas secas, é uma prática viável e eficiente, porém, pode demandar de adaptações técnicas para garantir bons resultados finais.

Publicado
2020-07-10
Como Citar
IZOLINA ANDRADE, M., NATALIA ADÃO, F., APARECIDA SIMÕES, M., & PLÍNIO PEREIRA, A. (2020). ESTUDO DE CASO SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DA COMPOSTAGEM DE RESÍDUOS ORGÂNICOS DE UM REFEITÓRIO INDUSTRIAL. Revista Científica E-Locução, 1(17), 21. Recuperado de http://periodicos.faex.edu.br/index.php/e-Locucao/article/view/239