A EVOLUÇÃO DAS RELAÇÕES BILATERAIS ENTRE BRASIL E CHINA PÓSOMC: ANTECEDENTES E EVOLUÇÃO HISTÓRICA

  • DÊNIS MATEUS DE PAIVA

Resumo

Caminhos tortuosos antecederam os processos de desenvolvimento brasileiro e
chinês, antes que estes pudessem atualmente ocupar posição de referência e
destaque mundial. O Brasil inserido no contexto sul-americano enfrentou um mal
sucedido processo de desenvolvimento industrial pautado na substituição das
importações, além de sucessivas buscas por integração e instabilidade, cenário só
modificado a partir da década de 90, com a guinada neoliberal tomada pela
economia. Já pelo lado chinês, após décadas mantendo-se afastada do topo do
cenário mundial devido principalmente a um longo período de “tratados injustos e
humilhações”, isolamento global e brigas entre dinastias, pode-se observar um
período de grande crescimento após a abertura econômica e comercial fortalecida
pela adesão a Organização Mundial do Comércio (OMC). A China passou a ser o
maior parceiro comercial brasileiro, ultrapassando rapidamente países como os
Estados Unidos ou os membros do MERCOSUL.

Publicado
2020-07-10
Como Citar
MATEUS DE PAIVA, D. (2020). A EVOLUÇÃO DAS RELAÇÕES BILATERAIS ENTRE BRASIL E CHINA PÓSOMC: ANTECEDENTES E EVOLUÇÃO HISTÓRICA. Revista Científica E-Locução, 1(17), 22. Recuperado de http://periodicos.faex.edu.br/index.php/e-Locucao/article/view/237